Conselhos de Polônio para o filho Laertes em Hamlet de Shakespeare

Diz o ditado que: se conselho fosse bom, ninguém daria de graça. Todos, sabemos o que é bom ou ruim para nossa vida. Quando pedimos conselho é porque precisamos da aceitação sobre algo ou alguém que sabemos estar certo ou errado porem precisamos de um opinião alheia para tomar uma decisão que não temos coragem de assumir sozinhos.

Conselhos, algumas vezes ajudam, mas não podemos nos esquecer, que a solução dos nossos problemas está somente em nossas mãos. Nosso espirito, que está caminhando, sabe quando devemos nos desviar daquilo ou de alguém que pode prejudicar a nossa caminhada.

Em maior parte das vezes quem pede conselho já tem uma decisão tomada e procura apenas a afirmação, Portanto, não podemos tentar nos enganar, pois, nós, somente nós, somos responsáveis pelo caminho a seguir e a pessoa que vai estar ao nosso lado. Sabemos que, no final da estrada, ninguém vai responder por nós. Vamos procurar seguir o nosso espirito e a nossa consciência. A solução de todos os problemas está dentro de nós mesmos. Podemos pedir ajuda a alguém e aos nossos amigos espirituais para que possamos escolher o certo, mas a ultima palavra será sempre a nossa.

Sábios conselhos pode ser visto “Hamlet de Shakespeare (Hamlet cena III ato I)” 
Conselhos que podem ser levados por uma vida inteira, afinal foram escrita a mais de 400 anos atrás e podemos utilizar esses conselhos no mundo atual abaixo trecho dessa obra e os 8 conselhos que segue.

  1. Não expressar tudo o que se pensa.
  2. Ouvir a todos, mas falar com poucos.
  3. Ser amistoso, mas nunca ser vulgar.
  4. Valorizar amigos testados, mas não oferecer amizade a cada um que aparecer a sua frente.
  5. Evitar qualquer briga, mas se for obrigado a entrar numa, que seus inimigos o temam.
  6. Usar roupas de acordo com sua renda, sem nunca ser extravagante.
  7. Não emprestar dinheiro a amigos, para não perder amigos e dinheiro.
  8. Ser fiel a ti mesmo, e jamais serás falso com ninguém.
  9. A todos ofereçam o ouvido a poucos a língua.

Post criado 161

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Copyright © 2019 Trecho de um Livro. Desenvolvido por D2W